Vacinação e Doação de Sangue: conheça as restrições

Acabei de vacinar e gostaria de doar sangue: quanto tempo devo esperar para doar sangue? Posso vacinar e doar?

Vacinar não impede que você doe sangue, mas a doação de sangue não pode acontecer imediatamente após a vacinação. Você dever observar um prazo para procurar um hemocentro. Existem algumas restrições para a doação de sangue das pessoas que se vacinaram. Essas restrições levam em conta a forma de produção da vacina, gerando períodos diferentes de espera para doar o sangue.

  • As vacinas produzidas com microorganismos mortos impedem a doação por curtos períodos, menores em comparação aos indivíduos vacinas com microorganismos vivos atenuados (enfraquecidos). Existe a possibilidade de ocorrência de reações adversas nos dias seguintes à sua aplicação, podendo também gerar reações cruzadas nos exames sorológicos realizados no sangue doado.
  • As vacinas elaboradas com microorganismos vivos atenuados (enfraquecidos) não causam doença em pessoas sadias. Porém, se a pessoa que receber o sangue estiver debilitada (quimioterapia, grandes doses de corticóides, por exemplo) ou com doenças graves como o câncer, esses microorganismos mesmo enfraquecidos podem levar à doença à qual imunizam. O tempo de inaptidão para a doação sanguínea é maior. O doador deve então já ter eliminado todos os microorganismos presente na vacinação para estar apto para a doação.

Veja abaixo uma tabela indicando os prazos de inaptidão à doação de sangue gerado pelas vacinas:

NOME DA VACINA
PRAZO DE INAPTIDÃO À DOAÇÃO DE SANGUE
Antirrábica profilática
48 hrs
Brucelose
48 hrs
Cólera
48 hrs
Coqueluxe
48 hrs
Difteria
48 hrs
Febre Tifóide injetável
48 hrs
Gripe Influenza (vírus inativado)
48 hrs
Gripe Suína (influenza a H1N1 - vírus inativado)
Obs: vacina trivalente em geral - combinada com outras cepas de influenza)
48 hrs
Haemophilus influenziae
48 hrs
Hepatite A
48 hrs
Hepatite B recombinante
48 hrs
HPV
48 hrs
Leptospirose
48 hrs
Meningite
48 hrs
Peste
48 hrs
Pneumococo
48 hrs
Polio (Salk)
48 hrs
Tétano
48 hrs
BCG
4 semanas
Caxumba
4 semanas
Dengue
4 semanas
Febre Amarela
4 semanas
Febre Tifóide Oral
4 semanas
Gripe Influenza (vírus atenuado)
4 semanas
Gripe Suína (influenza a H1N1 - vírus atenuado)
Obs: vacina trivalente em geral - combinada com outras cepas de influenza)
4 semanas
Pólio (Sabin)
4 semanas
Rotavírus
4 semanas
Rubeola
4 semanas
Sarampo
4 semanas
Varicela
4 semanas
Imunoterapia Passiva Heteróloga (soros de origem animal: antiofídico, antitetânico, antiescorpiônico, etc)
4 semanas
Imunoterapia Passiva Homóloga (soros de origem humana)
após 1 ano
Antirrábica após exposição a risco
após 1 ano
Hepatite B derivada de plasma
após 1 ano
Vacinas derivadas de plasma humano
após 1 ano
Vacinas experimentais
após 1 ano do término do protocolo
Varíola4 semanas e após queda espontânea da crosta. Se candidato retirou crosta, aguardar 2 meses. Na presença de complicações, aguardar 14 dias após resolução. Contatos que desenvolveram lesões cutâneas devem aguardar queda espontânea da crosta. Se retiraram crosta, aguardar 3 meses a partir da vacinação do indivíduo índice. Se a data for desconhecida, mas puder ter ocorrido dentro de 3 meses, aguardar 2 meses a partir da avaliação.

Fonte: Site HEMOMINAS MG