Casa Segura do Idoso

Uma casa segura para o idoso precisa seguir uma série de alterações. Essas adaptações contribuem para prevenir acidentes e lesões. Nem sempre percebemos a necessidades dessas mudanças, mas sempre é melhor prevenir do que remediar. Veja abaixo algumas orientações:


Quarto

  • As janelas devem permitir uma boa iluminação e ventilação do ambiente, sendo de fácil manuseio.
  • Tenha uma mesa de cabeceira para apoiar objetos como óculos, água, livros e chaves. Possua um telefone próximo contendo os números de emergência de fácil acesso.
  • O quarto deve possuir iluminação adequada a possibilitar a ida do idoso ao banheiro durante a noite.
  • A cama deve ter altura adequada ao idoso, facilitando o apoio dos dois pés no chão durante o sentar e o levantar.
  • Evite mudanças no ambiente e nos locais do mobiliário, isso ajuda a manter o idoso orientado e organizado, além de evitar quedas.

Banheiro

  • Utilize pisos antiderrapantes, tenha barras de apoio dentro do boxe e próximo ao vaso sanitário.
  • Recomenda-se que a altura do vaso sanitário esteja entre 43 e 45 cm, facilitando o sentar e o levantar.
  • Se possível, utilize um banco firme, feito de alvenaria ou fixado dentro do boxe, para que o idoso tome banho e se enxugue sentado.
  • Disponha de ambiente amplo, evite o uso de tapetes e demais obstáculos que possam causar quedas.

Cozinha

  • Evite objetos, fios e brinquedos no meio do caminho e prefira sempre um ambiente amplo e sem obstáculos.
  • Armários devem estar ao alcance dos braços do idoso (50 cm a 150 cm de altura), isso evitará a necessidade do uso de bancos ou escadas para alcançar os objetos.
  • Opte por bancadas e pias com altura que possibilite manusear a comida ou lavar as louças sentado (80 cm a 95 cm).

Sala

  • Priorize mesas e demais móveis com cantos arredondados, evitando lesões por atrito, uma vez que o idoso possui a pele mais sensível.
  • Caso o tapete seja indispensável, utilize um que possua antiderrapante para evitar quedas.
  • As portas devem ter uma largura mínima de 80 cm, para a passagem de andadores e cadeiras de rodas.
  • Evite as maçanetas arredondadas, prefira as em forma de alavanca.
  • Cadeiras e poltronas com braços oferecem maior apoio. Os assentos devem ter altura entre 45 a 50 cm, não devem ser muito baixos ou macios, para facilitar o sentar e levantar o idoso.
  • Os móveis devem estar firmes e bem fixos, caso o idoso necessite se apoiar neles.

Escada

  • Os degraus das escadas devem possuir fita antiderrapante, serem iluminados e bem sinalizados.
  • Deve-se ter corrimão dos dois lados, com início antes das escadas para melhor apoio.

O melhor profissional para orientar sobre as adaptações domésticas é o Terapeuta Ocupacional.

Fonte: CREFITO 11