Calendário de Vacinas

 
  • Prematuro
  • Criança - 0 a 10 anos
  • Adolescente - 11 a 19 anos
  • Gestante
  • Adulto - 20 a 59 anos
  • Idoso - mais de 60 anos
VACINAESQUEMAS E RECOMENDAÇÕES
BCG IDDose única. Se o peso ao nascimento < 2.000 g, adiar a vacinação até que o recém nascido atinja peso maior ou igual a 2.000 g.
Anticorpo monoclonal
específico contra o VSR
(palivizumabe)
Estão recomendadas doses mensais consecutivas de 15 mg/kg de peso, via intramuscular, até no máximo cinco aplicações para os seguintes grupos:
• Prematuros até 28 semanas gestacionais, no primeiro ano de vida.
• Prematuros até 32 semanas gestacionais, nos primeiros seis meses de vida.
• Bebês com Doença Pulmonar Crônica da Prematuridade e/ou Cardiopatia Congênita, até o segundo ano de vida, desde que esteja em tratamento destas patologias nos últimos seis meses.
• Utilizar inclusive em RNs hospitalizados.
Hepatite BObrigatoriamente quatro doses (esquema 0 - 2 - 4 - 6 meses ou 0 - 1 - 2 - 6 meses), em RNs nascidos com peso inferior a 2.000 g ou idade gestacional menor que 33 semanas, sendo a primeira dose nas primeiras 12 horas de vida.
RotavírusVacinar na idade cronológica, iniciando aos 2 meses de vida. Ver aba "Criança de 0 a 10 anos".
• Vacina atenuada oral, portanto contraindicada em ambiente hospitalar.
Tríplice bacteriana
(difteria, tétano,
coqueluche)
• Vacinar na idade cronológica, iniciando aos 2 meses de vida. Ver aba "Criança de 0 a 10 anos".
• Para RNs prematuros, hospitalizados ou não, utilizar preferencialmente vacinas acelulares.
Haemophilus
influenzae b
Vacinar na idade cronológica, iniciando aos 2 meses de vida. Ver aba "Criança de 0 a 10 anos".
• O reforço da vacina Hib deve ser aplicado nessas crianças aos 15 meses de vida.
Poliomielite inativada
(VIP)
Vacinar na idade cronológica, iniciando aos 2 meses de vida. Ver aba "Criança de 0 a 10 anos".
Pneumocócica
conjugada
Vacinar na idade cronológica, iniciando aos 2 meses de vida. Ver aba "Criança de 0 a 10 anos".
MeningocócicasVacinar na idade cronológica, iniciando aos 3 meses de vida. Ver aba "Criança de 0 a 10 anos".
InfluenzaVacinar na idade cronológica, iniciando a partir dos 6 meses de vida, de acordo com a sazonalidade do vírus. Ver aba "Criança de 0 a 10 anos".
Imunoglobulina humana anti-hepatite B (IGHAHB)Paras RNs de mães portadoras do vírus da hepatite B: 0,5 mL via intramuscular.
Imunoglobulina humana antivaricela-zóster (IGHVZ)Está recomendada nas seguintes situações:
• Para prematuros nascidos entre 28 semanas e 36 semanas de gestação expostos à varicela, quando a mãe tiver história negativa para varicela.
• Para prematuros nascidos com menos de 28 semanas de gestação ou com menos de 1.000 g de peso expostos à varicela, independente da história materna de varicela.
• A dose é de 125 UI por via IM e deve ser aplicada até 96 horas de vida do RN.
Imunoglobulina
humana antitetânica
(IGHAT)
Está recomendada na dose de 250 UI, por via IM. Para RNs prematuros com lesões potencialmente tetanogênicas, independentemente da história vacinal da mãe.
VACINADOSE
BCG IDDose única
Hepatite B1ª dose
VACINADOSE
Hepatite B2ª dose
Tríplice bacteriana1ª dose
Haemophilus
influenzae b
1ª dose
Poliomielite1ª dose
Rotavírus1ª dose
Pneumocócica
conjugada
1ª dose
VACINADOSE
Meningocócica B1ª dose
VACINADOSE
Tríplice bacteriana2ª dose
Haemophilus
influenzae b
2ª dose
Poliomielite2ª dose
Rotavirus2ª dose
Pneumocócica
conjugada
2ª dose
VACINADOSE
Meningocócia2ª dose
VACINADOSE
Hepatite B3ª dose
Tríplice bacteriana3ª dose
Haemophilus
influenzae b
3ª dose
Poliomielite3ª dose
Rotavirus3ª dose
Pneumocócica
conjugada
3ª dose
VACINADOSE
Meningocócia3ª dose
VACINADOSE
Febre AmarelaDose inicial
VACINADOSE
Hepatite A1ª dose
Tríplice viral1ª dose
Varicela1ª dose
Pneumocócica conjugadaReforço
Meningocócica BReforço
Meningogócica ConjugadaMenACWY
VACINADOSE
Tríplice viral2ª dose
Varicela2ª dose
Tríplice bacteriana1º Reforço
Haemophilus
influenzae b
1º Reforço
Poliomielite1º Reforço
VACINADOSE
Hepatite A2ª dose
VACINADOSE
Febre amarela2ª dose
Tríplice bacteriana2º reforço
Poliomelite2º reforço
VACINADOSE
Meningocócica ConjugadaMenACWY
VACINADOSE
Tríplice bacteriana3º Reforço
HPV1ª dose
2ª dose (seis meses após a primeira)
3ª dose (5 anos após a primeira)
Tríplice bacteriana acelular tipo adultoRotina
Dengue3 doses
VACINAESQUEMAS E RECOMENDAÇÕES
Hepatite ADuas doses, no esquema 0 - 6 meses
Hepatite BTrês doses, esquema 0 - 1 - 6 meses.
Hepatite A e Bpara menores de 16 anos: duas doses aos 0 - 6 meses.
A partir de 16 anos: três doses aos 0 - 1 - 6 meses.
HPV• Se não iniciado o esquema de vacinação aos 9 anos, a vacina HPV deve ser aplicada o mais precocemente possível. O esquema de vacinação para meninas e meninos é de três doses: 0 - 1 a 2 - 6 meses.
• O PNI adotou esquema de vacinação com duas doses (0 - 6 meses), exclusivamente para meninas de 9 a 13 anos, com a vacina HPV4.
Tríplice bacteriana
acelular do
tipo adulto
(difteria, tétano e
coqueluche) – dTpa
ou dTpa-VIP
Com esquema de vacinação básico completo: dose de reforço dez anos após a última dose.
Dupla adulto
(difteria e tétano)
– dT
Com esquema de vacinação básico incompleto: uma dose de dTpa a qualquer momento e completar a vacinação básica com uma ou duas doses de dT (dupla bacteriana do tipo adulto) de forma a totalizar três doses de vacina contendo o componente tetânico.
Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola)É considerado protegido o adolescente que tenha recebido duas doses acima de 1 ano de idade, e com intervalo mínimo de um mês entre elas.
VACINAESQUEMAS E RECOMENDAÇÕES
Tríplice bacteriana
acelular do tipo adulto
(difteria, tétano e
coqueluche) – dTpa ou
dTpa-VIP


Dupla adulto (difteria
e tétano) – dT
Histórico vacinalConduta na gestação
Previamente vacinada, com pelo menos três doses de vacina contendo o componente tetânico.Uma dose de dTpa (entre a 27a e 36a semana de gestação).
Em gestantes com vacinação incompleta tendo recebido apenas uma dose de vacina contendo o componente tetânico.Uma dose de dT e uma dose de dTpa, sendo que a dTpa deve ser aplicada entre a 27a e a 36a semana de gestação.
Respeitar intervalo mínimo de um mês entre elas.
Em gestantes com vacinação incompleta tendo recebido apenas duas doses de vacina contendo o componente tetânico.Uma dose de dTpa (entre a 27a e 36a semana de gestação).
Em gestantes com vacinação desconhecida.Duas doses de dT e uma dose de dTpa, sendo que a dTpa deve ser aplicada entre a 27a e a 36a semana de gestação. Adotar esquema 0 - 2 - 4 meses ou 0 - 2 - 6 meses. Respeitar intervalo mínimo de um mês entre elas.
Hepatite BTrês doses, no esquema 0 - 1 - 6 meses.
Influenza (gripe)Dose única anual.
VACINAESQUEMAS E RECOMENDAÇÕES
Tríplice bacteriana
acelular do tipo adulto
(difteria, tétano e coqueluche) – dTpa
ou dTpa-VIP


Dupla adulto (difteria
e tétano) – dT
Atualizar dTpa independente de intervalo prévio com dT ou TT.
Com esquema de vacinação básico completo: reforço com dTpa a cada dez anos.
Com esquema de vacinação básico incompleto: uma dose de dTpa a qualquer momento e completar a vacinação básica com uma ou duas doses de dT (dupla bacteriana do tipo adulto) de forma a totalizar três doses de vacina contendo o componente tetânico.
Para indivíduos que pretendem viajar para países nos quais a poliomielite é endêmica: recomenda-se a vacina dTpa combinada à pólio inativada (dTpa-VIP).
A dTpa-VIP pode substituir a dTpa.
Hepatites A, B ou A e BHepatite A: duas doses, no esquema 0 - 6 meses.
Hepatite B: três doses, no esquema 0 - 1 - 6 meses.
Hepatite A e B: três doses, no esquema 0 - 1 - 6 meses.
Febre amarela Uma dose para residentes ou viajantes para áreas com recomendação de vacinação (de acordo com classificação do MS). Se persistir o risco, fazer uma segunda dose dez anos após a primeira. Pode ser recomendada também para atender a exigências sanitárias de determinadas viagens internacionais.
Em ambos os casos, vacinar pelo menos dez dias antes da viagem.
HPVTrês doses: 0 - 1 a 2 - 6 meses.
Duas vacinas estão disponíveis no Brasil: HPV4, licenciada para meninas e mulheres de 9 a 45 anos de idade e meninos e homens de 9 a 26 anos; e HPV2, licenciada para meninas e mulheres a partir dos 9 anos de idade.
Dengue• Três doses com intervalo de seis meses (0 - 6 - 12 meses).
• Licenciada para adultos até 45 anos.
Varicela (catapora)Para suscetíveis: duas doses com intervalo de um a dois meses.
Meningocócica BDuas doses com intervalo de um a dois meses. A indicação dependerá da situação epidemiológica.
PneumocócicasA vacinação entre 50-59 anos com VPC13 fica a critério médico.
Herpes zósterUma dose. Licenciada a partir dos 50 anos, ficando a critério médico sua recomendação a partir dessa idade.
VACINAQUANDO INDICARESQUEMAS E RECOMENDAÇÕES
Influenza (gripe)RotinaDose única anual.
Pneumocócicas
(VPC13) e (VPP23)
RotinaIniciar com uma dose da VPC13 seguida de uma dose de VPP23 seis a 12 meses depois, e uma segunda dose de VPP23 cinco anos depois da primeira.
Febre amarelaPara residentes
em áreas de vacinação,
após avaliação
de risco/ benefício.
• Uma dose para residentes ou viajantes para áreas de vacinação (de acordo com classificação do Ministério da Saúde / MS). Se persistir o risco, fazer uma segunda dose dez anos após a primeira. Pode ser recomendada também para atender a exigências sanitárias de
determinadas viagens internacionais.
• Em ambos os casos, vacinar pelo menos dez dias antes da viagem.
Herpes zósterRotinaUma dose.
Meningocócica
conjugada ACWY
Surtos e viagens para
áreas de risco.
Uma dose. A indicação da vacina, assim como a necessidade de reforços, dependerão da situação epidemiológica.
Tríplice bacteriana acelular do tipo adulto (difteria, tétano e coqueluche) – dTpa ou dTpa-VIP

Dupla adulto (difteria
e tétano) – dT
RotinaAtualizar dTpa independente de intervalo prévio com dT ou TT.
• Com esquema de vacinação básico completo: reforço com dTpa a cada dez anos.
• Com esquema de vacinação básico incompleto: uma dose de dTpa a qualquer momento e completar a vacinação básica com uma ou duas doses de dT (dupla bacteriana do tipo adulto) de forma a totalizar três doses de vacina contendo o componente tetânico.
• Não vacinados e/ou histórico vacinal desconhecido: uma dose de dTpa e 2 doses de dT no esquema 0 - 2 - 4 a 8 meses.
Hepatite A e BHepatite A: após avaliação sorológica ou em situações de exposição ou surtos.Duas doses, no esquema 0 - 6 meses.
Hepatite B: rotina.Três doses, no esquema 0 - 1 - 6 meses.
Hepatite A e B: quando recomendadas as duas vacinas.Três doses, no esquema 0 - 1 - 6 meses.
Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola)Situações de risco aumentado.É considerado protegido o idoso que tenha recebido duas doses da vacina tríplice viral acima de 1 ano de idade, e com intervalo mínimo de um mês entre elas, ou que tenha seguramente desenvolvido as doenças.
Fonte: http://sbim.org.br/calendarios-de-vacinacao. Disponível em 09/04/2017.

Alguma dúvida sobre vacinas?

Envie sua dúvida e retornaremos em breve.

[mailpoet_form id=”5″]

Tópicos relacionados

Vacinas Frank Macfarlane Burnet Vacinas A clínica Auge fornece orientações e suporte no ato vacinal e pós...
Vacinas por tipo Vacinas por tipo Alguma dúvida sobre vacinas? Envie sua dúvida e retornaremos em breve.
Vacinação – perguntas frequentes Em entrevista ao blog Auge, um dos especialistas da Clínica Auge, o Dr. Leonardo Vinícius de Andrade...